Formulário de busca


banner-biblioteca

Biblioteca

Conheça o acervo do IPG, composto por artigos, teses e publicações científicas, relacionadas a ELA


Clinical trials: As etapas e os requisitos para o desenvolvimento de pesquisas clínicas

24/09/2013 - Atualizado em 28/10/2013

     O anúncio da descoberta de uma nova droga, ou tratamento, provoca grande expectativa junto aos pacientes que dela possam depender. Inúmeros são os questionamentos a respeito da demora na liberação do novo composto. Entretanto, para que uma proposta terapêutica possa ser legalmente aplicada entram em cenas os testes que, em conjunto, são denominados de Clinical Trials.


Mas o que são os Clinical Trials?
     Apesar das diferentes definições para o termo Clinical Trial, eles são considerados estudos biomédicos ou relacionados à saúde, em seres humanos, que seguem protocolos pré-definidos. Os protocolos determinam quais indivíduos podem participar do trial, quais medicamentos serão utilizados, quais as dosagens, além do tempo de duração do estudo.
     Os critérios de “inclusão” e “exclusão” determinam quais indivíduos podem participar do estudo. Dentre as características definidas estão a idade, o gênero, o tempo da doença, o estágio em que o pacientes apresentam a mesma, o uso ou não de determinados medicamentos em conjunto, além da condição médica. A seleção dos participantes apropriados permite que os pesquisadores respondam às questões planejadas no estudo.

Quais são as etapas de um Clinical Trial?
     Antes de iniciar um Clinical Trial, a nova proposta terapêutica deve ser avaliada em estudos Pré-Clínicos. Nestes são avaliados a eficácia, a toxicidade e a farmacocinética do composto através de experimentos in vitro e com animais.      Os resultados desta etapa definem se a droga será testada ou não em seres humanos.
Fase 1:  compreende os testes realizados em um pequeno grupo de indivíduos (5-80) e tem como objetivos verificar a segurança, o espectro de dosagem e identificar efeitos colaterais. Dependendo do estudo, esta fase pode recrutar apenas indivíduos saudáveis ou ainda pacientes afetados por determinada doença.
Fase 2: de posse dos resultados da etapa anterior, neste momento são avaliadas a eficácia do tratamento, além da segurança em um maior número de pacientes (100-300). Normalmente, é nesta fase que uma droga, sem efeito comprovado, acaba sendo excluída. Caso os resultados sejam positivos, o composto passa para a próxima fase.
Fase 3: o estudo tenta confirmar a eficácia, monitora os efeitos colaterais e, em alguns casos, faz comparações com tratamentos prévios em um grande grupo de indivíduos (1000-3000). Esta etapa pode envolver diversos centros (multicêntrica) a fim de observar variações no tratamento decorrentes da diferença entre populações.
     Na grande maioria dos casos, os compostos aprovados na fase 3 já podem ser comercializados ou, em determinadas situações, estão sujeitos a restrições específicas.

Quanto tempo?
     O tempo demandado por cada etapa depende do tipo de tratamento, da droga e dos resultados apresentados. Um estimativa calcula que aproximadamente 1 em cada 1000 compostos potenciais são testados até que a droga selecionada possa ser levada ao um clinical Trial. Estes testes pré-Clínico consomem em média 6 anos de trabalho.      Uma vez iniciados os  testes clínicos, são gastos cerca de  8 anos até completar todas as fases apresentadas acima.

Características dos Clinical Trials
     Algumas definições facilitam o entendimento do tipo de estudo que está sendo conduzido:
PLACEBO: substância sem efeito, que é utilizada para confrontar os achados do composto em estudo. Neste caso, o grupo que recebe o placebo deve apresentar um padrão diferente daquele que recebe a droga.
RANDOMIZADO: cada indivíduo do estudo é escolhido aleatoriamente para receber a droga ou o placebo.
CEGO: o paciente não sabe se está recebendo a droga ou o placebo. No caso de um estudo “DUPLO-CEGO” nem o paciente, nem o pesquisador sabem o que o paciente está recebendo. Os dados de cada paciente são mantidos em sigilo por um indivíduo ou instituto, até que o estudo esteja finalizado. Estas medidas evitam que haja um viés na avaliação do paciente e, posteriormente, na análise dos dados.

Ética
     Todo estudo clínico está vinculado à aprovação de um comitê de ética. Este verifica se o protocolo de estudo não viola nenhum direito do indivíduo, ou se este pode levar a um prejuízo das pessoas testadas. Antes de participar de um clinical Trial o indivíduo deve avaliar o termo de consentimento que lhe for apresentado. A partir da assinatura deste documento, o indivíduo concorda com os objetivos do estudo, a sua forma de condução, bem como entende os possíveis riscos que a ele estejam associados.
     Uma das principais explicitações do termo de consentimento diz respeito à desistência do estudo. Visto que se trata de uma pesquisa, o indivíduo estudado pode, em qualquer momento, abandonar a pesquisa sem nenhum ônus ao mesmo.

     O ClinicalTrials.Gov (www.clinicaltrials.gov) é uma das mais confiantes fontes de consulta sobre estudos clínicos. Este é o órgão do governo americano responsável por centralizar e atualizar as informações sobre todos os estudos aprovados que estão em andamento.
 



Cadastre-se (Pacientes)

Preencha as informações a seguir

Dados pessoais

Formulário de cadastro para profissinais Próximo

área de atuação

área de atuação - Médicos

Médicos

área de atuação - Fisioterapia

Fisioterapia (pode marcar mais de uma opção)

área de atuação - Terapeuta ocupacional

Terapeuta ocupacional

área de atuação - Fonoaudiologia

Fonoaudiologia

próximo passo Próximo

outras Profissõ es

outras profissões

Pós graduação (marque a titulação mais alta)

outras profissões - Instituição que trabalha

Instituição que trabalha


Já atendeu pacientes com ELA?


Está vinculado a alguma instituição de ensino?


Possui interesse na assinatura de revistas científicas eletrônicas?

Deixe seu contato para pacientes/outros profissionais possam lhe encontrar

Observações

Cadastre-se (Pacientes)

Preencha as informações a seguir

Formulário de cadastro para pacientes
Há outras pessoas da família com ELA?
Sim Não


Preencha as informações a seguir

Dados pessoais

Formulário de cadastro para download do manual

Manual ELA

Para receber o nosso manual de ELA gratuitamente envie um e-mail para contato@ipg.org.br e solicite já o seu!