Formulário de busca


banner-projetos

Programas

Nossos programas abrangem duas grandes áreas: HUMANIZAÇÃO (visando a melhoria da qualidade de vida dos pacientes de ELA) e INCENTIVO À PESQUISA CIENTÍFICA (visando a busca do diagnóstico e da cura da ELA).

 


sobre ELA

Por Francisco Rotta

Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) é um diagnóstico que muda para sempre a vida de todos por ela atingidos, sejam pacientes, familiares, amigos ou cuidadores. O nome se refere ao aparecimento de lesões cicatriciais (esclerose) que envolvem a porção lateral da medula espinhal e levam à atrofia muscular (amiotrófica).

 

Incidência
Adultos de todas as idades podem desenvolver ELA, porém, sua frequência é maior na população entre 65 e 74 anos. Também ocorre um pouco mais assiduamente em homens do que em mulheres (1,8 homem para uma mulher). Fora áreas de alta incidência no Japão e na ilha de Guam, a ocorrência de ELA parece ser uniforme ao redor do mundo. Estima-se que um a três novos casos por 100 mil habitantes apareçam a cada ano e que aproximadamente seis pessoas tenham ELA em cada grupo de 100 mil. Por esses dados pode-se estimar que 12 mil pessoas no Brasil sofram da doença.


Genética
A grande maioria dos casos são o que chamamos de ELA esporádica, e não é conhecida a causa desse mal. Hipóteses levantadas incluem infecções virais, exposição a toxinas, alterações hormonais e ativação do sistema imunológico. No entanto, nenhuma dessas pode ser confirmada em estudos epidemiológicos. O mais provável é que não haja uma causa única, mas diferentes fatores que possam desencadear a enfermidade em indivíduos predispostos.

Somente 10% dos casos de ELA são de origem genética. Já foram identificados alguns genes envolvidos na ELA familiar, mas ainda há outros a serem descobertos. Quando há mais de um membro na família diagnosticado com ELA, é possível fazer o exame genético para identificar a mutação e testar se há outras pessoas com o mesmo gene defeituoso. Entretanto, cabe lembrar que apenas ter o gene não significa que a pessoa desenvolverá a doença, há outros fatores envolvidos no desenvolvimento da mesma.


Cadastre-se

Preencha as informações a seguir

Dados pessoais

Formulário de cadastro para profissinais Próximo

área de atuação

área de atuação - Médicos

Médicos

área de atuação - Fisioterapia

Fisioterapia (pode marcar mais de uma opção)

área de atuação - Terapeuta ocupacional

Terapeuta ocupacional

área de atuação - Fonoaudiologia

Fonoaudiologia

próximo passo Próximo

outras Profissõ es

outras profissões

Pós graduação (marque a titulação mais alta)

outras profissões - Instituição que trabalha

Instituição que trabalha


Já atendeu pacientes com ELA?


Está vinculado a alguma instituição de ensino?


Possui interesse na assinatura de revistas científicas eletrônicas?

Deixe seu contato para pacientes/outros profissionais possam lhe encontrar

Observações

Cadastre-se

Preencha as informações a seguir

Formulário de cadastro para pacientes
Há outras pessoas da família com ELA?
Sim Não